Clepsidra

by Migalha

/
  • Streaming + Download

     

1.
00:35
2.
08:29
3.
4.
5.
6.
7.
8.
9.
10.

about

Músicas gravadas entre dezembro de 2011 e setembro de 2012.

quando derrama os sentimentos de sua cabeça,
o poeta faz um campo de flores se levantar
num anel de Saturno, queloide a queloide,
esperando pela hora única de alinhar-se
às montanhas do Himalaia. a sede de acasalar
a palavra ao corpo quase sempre bombardeado pelas delícias da terra escura
dirige-o às páginas sinuosas da Grande Cordilheira dos Símbolos.
lá vai meditar o mestre do caco de vidro.

as frutas caem da boca, o mel abre as asas de hexágono.
o tecido absurdo da sua crendice lança fórmulas de pedir socorro
quando muito perto do amor. alguém faz doces de arrepio numa
cozinha com todos os pêlos do corpo disponíveis. tesos caindo tanto
de pára-quedas
no canyon onde um grampo salva um pensamento do fundo do seu próprio espanto lento

pára e abastece. a pressa de se distrair faz pulsos nos seus movimentos.
a sede de agasalhar a fala ao intervalo da maravilhosa pausa
que grita pela próxima palavra
faz roncar os desfiladeiros virgens da sua aventurança,
as flautas da estalactite fabricadas pelo mutismo,
a caldeira derramando pela diagonal
a sentença espuma do dia.

a noite chega, não o poeta.
ronca de fome o cabelo sujo do serafim.
quer o telefone do problema para ouvir sua voz
sobre o indomado rumor da pele abandonada do cantor,
o cristal de chocalhos e a pintura das mucosas,
sob a carcaça habitada de tristezas minúsculas
todas donas de nota musical específica
a carregar pedaços cem vezes maiores que seu corpo
para um lanche de música – esse bípede manjar

tampa os ouvidos para ouvir profundamente,
em salto mortal, a chuva de espelhos. lágrimas
economizadas para um acabamento fortuito
giram na gaiola de ouro do fariseu. os detalhes
de sua prateleira de dores estão nas virilhas dos vizinhos.
por que alguém apedreja a pele deixada do masturbador que assovia?

quando derrama os sentimentos de sua cabeça,
o poeta faz uma cova se afundar
numa bochecha, suga toda a graça do panfleto do mundo
para exibi-lo inteiramente encharcado de água na boca,
encolhe cem vezes o tamanho do próprio nome
esperando pela hora súbita de alinhar-se
ao batente da porta.
nalgum canto deste cubículo não cala um sabá de feridas
mimosa e pudica se despe a sorte do arqueiro fluido em cabeça e cauda,
tão perto de tocar essas cordas de cá.

credits

released April 7, 2013

"sound pareidolia" with sample from "Little Clouds", by Tripping Children

tags

license

about

Migalha Brazil

contact / help

Contact Migalha

Streaming and
Download help